Ação visa formar rede de segurança entre comerciantes locais.

Na última segunda-feira, 06, ocorreu uma reunião entre representantes da Polícia Militar e a Associação Comercial e Empresarial de Osvaldo Cruz para a apresentação de um projeto piloto para auxiliar no combate a crimes no comércio local.

Intitulado como “Comércio em Alerta” a proposta é formar uma rede de segurança entre os comerciantes, nos moldes do que já acontece com o programa “Vizinhança solidária”, onde vizinhos de uma localidade se ajudam mutuamente.

“A ideia é que essa rede de segurança possa funcionar de maneira efetiva e ajude a inibir possíveis ações de indivíduos mal intencionados”, afirmou o Comandante da Terceira Companhia da Polícia Militar, Capitão Alexandre Kihara de Campos.

O “Comércio em Alerta” é uma proposta inédita na região. “A gente acredita que Osvaldo Cruz seja a única cidade na região com uma proposta nesses moldes. Utilizamos a base do “Vizinhança Solidária” pra formatar esse novo projeto. Esperamos que os comerciantes possam compreender corretamente a proposta e se unir em torno de uma cidade mais segura”, afirmou o Segundo Sargento da Polícia Militar, Comandante da Base Comunitária de Segurança, Paulo César de Almeida.

A ideia é que os comerciantes de uma localidade possam formar grupos para comunicar possíveis atitudes suspeitas uns para os outros e também para auxiliar a Polícia Militar com eventuais denúncias.

“A ideia é muito interessante. Com o auxílio da tecnologia fica fácil organizar e se comunicar. Podemos por exemplo, utilizar o whatsapp e formar um grupo para comunicar possíveis atitudes suspeitas de pessoas que rondam a vizinhança. No programa Vizinhança Solidária, por exemplo, os próprios moradores entraram em contato na base, e pedem auxílio na segurança quando não estão em suas casas”, declarou o presidente da ACEOC, Edivaldo Marconato.

O “Comércio em Alerta” inicialmente terá núcleos entre os comerciantes que tem suas empresas localizadas nas extensões da Avenida Estados Unidos e na Rua Armando Sales (Centro Comercial Celso Mazzoni).

“Apresentamos a proposta para esses empresário por conta de uma análise da própria PM. Seja porque alguns estão mais longe do centro ou seja por conta de outros estarem mais agrupados em uma mesma localidade”, declarou o Segundo Sargento Almeida.

“Vamos começar por estes dois pontos, mas a ideia é expandir o “Comércio em Alerta”. O objetivo futuro é que outros bairros que contem comércio em nossa cidade também se beneficiem com o projeto, aumentando a segurança e tendo o apoio dos próprios comerciantes, com a função de ficarem em alerta, fazendo um monitoramento e avisos à base da PM, quando for necessário e aos próprios vizinhos que participam desse programa, mantendo-os alerta sempre”, destacou o presidente da ACEOC, Edivaldo Marconato.

O programa deve começar a funcionar em breve e para manter a segurança e mostrar a iniciativa, serão instaladas 10 placas em pontos estratégicos ao longo dos perímetros dos locais que serão iniciados essa atuação, sendo por enquanto, na Rua Armando Sales (Centro Comercial Celso Mazzoni) e da Avenida Estados Unidos.

Fonte: Associação Comercial e Empresarial de Osvaldo Cruz