“Parasita” foi o grande vencedor do Oscar neste domingo (9). A cerimônia dos melhores do cinema aconteceu em Los Angeles.

A dramédia sul-coreana sobre diferença de classes recebeu quatro estatuetas e se tornou o primeiro não falado em língua inglesa a vencer como Melhor Filme.

Melhor Documentário

“Indústria Americana” ganhou o Oscar de Melhor Documentário. “Democracia em vertigem”, da diretora brasileira Petra Costa, era um dos indicados na categoria.

Produzido pelo casal Obama, o documentário vencedor mostra os contrastes entre a cultura americana e chinesa durante a abertura de uma fábrica em Ohio, nos Estados Unidos.

Ator Coadjuvante

Brad Pitt ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu papel como um dublê veterano em “Era uma vez… Hollywood”, dirigido por Quentin Tarantino.

Foi a primeira estatueta de Brad Pitt em uma categoria de atuação. Ele já havia vencido como produtor por “12 anos de escravidão”.

Atriz Coadjuvante

Primeiro prêmio da noite para uma produção Netflix. Com sua atuação em História de um Casamento, Laura Dern desbancou Kathy Bates, Scarlett Johansson, Margot Robbie e Florence Pugh.

Melhor Ator

Joaquin Phoenix venceu o prêmio de Melhor Ator por sua atuação em Coringa no Oscar 2020. Essa foi a segunda vitória do filme na noite, que também levou Melhor Trilha Original.

Dirigido por Todd Phillips, a produção narra a história de origem do icônico vilão do Batman, mas com pouca relação com qualquer uma das várias origens que o arqui-inimigo do Batman teve nas HQs e nas telas.

Melhor Atriz

Competindo com concorrentes de peso como Scarlett Johansson, Charlise Theron e Saoirse Ronan, Renée Zellweger ficou com prêmio, por sua atuação espetacular em Judy: Muito Além do Arco-Íris.

Direção

Deixando para trás diretores como Martin Scorsese, Quentin Tarantino e Sam Mendes, Bong Joon Ho leva o prêmio de melhor direção por conta de sua obra-prima Parasita.

Trilha sonora e canção

Trilha sonora original ficou com Coringa, desbancando Adoráveis Mulheres, História de um Casamento, 1917 e Star Wars: a Ascensão Skywalker. O prêmio para canção original ficou com Elton John e sua “(I’m Gonna) Love Me Again”.

Filme em língua estrangeira

Confirmando todas as expectativas, Parasita ficou com essa estatueta. Ovacionado pelo público do Oscar, derrotou Os Miseráveis, Corpus Christi, Honeyland e Dor e Glória.

Cabelo e maquiagem

O Escândalo ficou com a premiação. Derrotando Coringa, Judy – Muito Além do Arco-Íris, Malévola – Dona do Mal e 1917.

Efeitos visuais

O Oscar foi para 1917, pelos efeitos espetaculares durante o filme, programado para ser um longo plano-sequência. Deixou para trás Vingadores: Ultimato, O Irlandês, O Rei Leão e Star Wars: a Ascensão Skywlaker.

Fotografia e montagem

Segundo Oscar para Roger Deakins pelo trabalho em 1917. Desbancou a fotografia em preto e branco de O Farol, além de Coringa, O Irlandês e Era uma Vez em… Hollywood. O prêmio de melhor montagem foi para Ford vs Ferrari.

Edição de som

Primeiro Oscar da noite para a produção Ford vs Ferrari. Donal Sylvester, responsável pelo som do filme, falou sobre a importância desse aspecto na obra e agradeceu à Academia. O filme 1917 ficou com a estatueta de melhor mixagem de som.

Figurino

Primeiro Oscar da noite para Adoráveis Mulheres. Deixando para trás O Irlandês, Jojo Rabbit, Coringa e Era uma Vez em… Hollywood.

Design de produção

Era uma Vez em… Hollywood, de Quentin Tarantino derrotou Jojo Rabbit, O Irlandês, 1917 e Parasita. As responsáveis agradeceram ao diretor por ter criado essa história “épica”.

Curta-metragem

The Neighbors’s Window (a janela do vizinho em português) ficou com a estatueta.

Roteiro adaptado

Derrotando os roteiristas de Coringa, Dois Papas, Adoráveis Mulheres e O Irlandês, o diretor, roteirista e intérprete de Hitler no filme Taika Waititi levou o Oscar de melhor roteiro adaptado por Jojo Rabbit.

Roteiro original

Parasita leva o prêmio de melhor roteiro original, desbancando um dos favoritos da noite, Quentin Tarantino. Será que isso indica que vem aí o Oscar de melhor filme? O diretor Bong Joon Ho ofereceu o prêmio à Coreia do Sul.

Animação

Toy Story 4 levou o prêmio de melhor animação. Os realizadores se disseram orgulhosos por estarem entre os competidores deste ano, que tinha Como Treinar Seu Dragão 3 entre eles. O filme Hair Love ficou com a estatueta de melhor curta animado.